DE REPENTE O MUNDO MUDOU

21/03/2020

No dia  11 de Março de 2020 disseram-nos vão fazer umas comprinhas porque isto vai mudar. Ao início não queria dar grande importância, mas vivendo eu numa cidade longe da minha família e sem meio de transporte próprio decidi fazer umas compras, não fossem as coisas realmente mudar. O que vi naquele supermercado e nos dias que se seguiram foi uma coisa que nunca pensei experiênciar, pessoas desesperadas, filas intermináveis, prateleiras sem comida, carrinhos cheios. O Covid-19, mais conhecido como coronavírus era uma realidade em Portugal e em todo o lado. De repente, mais importante do que tudo na minha cabeça estava a minha saúde e a dos meus. Nada mais fazia sentido. Já há uns dias que estou em isolamento social, porque a natureza do meu trabalho assim o obriga e também uma pequena condição de saúde, mas também há uns dias que tenho tido um misto de sentimentos. Um aperto no peito que não sei explicar. Não sei se é medo que tudo isto se descontrole, se é a falta do mundo, ou o facto de não estar ao pé do meus. Só sei que o mundo de repente mudou. Está metade dele a vê-lo das janelas de suas casas, outra metade a manter a saúde e a economia deste país em dia. E se por um lado queria muito que todos parássemos e controlássemos isto de uma forma mais radical, também compreendo que a economia não pode parar. Mas já viram como tudo isto nos deu tempo para parar, observar o mundo e perceber que há mais para além do dinheiro, do trabalho ou das viagens? Há amor. Amor pelos nossos, pelos desconhecidos. Há tempo para nós, para fazermos aquilo que sempre quisemos fazer mas que o tempo não nos deixava. De repente estamos mais tempo a falar com os nossos amigos, a por a conversa em dia, coisa que nem sempre fazemos com o nosso dia-a-dia tão atarefado. De repente percebemos que gostamos mais dos outros do que imaginávamos. Esta paragem está a dar-nos tempo para parar, pensar e desejar que quando tudo isto acabar tudo seja diferente. Podemos até voltar ao nosso normal, mas tenho a certeza que não seremos as mesmas pessoas depois de tudo isto passar.



Join the conversation!

© Diário da Chris. Design by FCD.