HÁ PESSOAS

07/09/2020


Quando deixamos alguém entrar na nossa vida quase nunca conseguimos prever o impacto que essa pessoa tem na nossa vida. Umas vezes os encontros que temos são tão fugazes que a memória que guardamos delas é muito pequena. Outras vezes os encontros são mais demorados e as memórias são muitos boas. Mas há outras vezes em que as pessoas entram na nossa vida para a mudar completamente. Ainda não encontrei o amor da minha vida, a minha alma gémea, aquela pessoa que me vai fazer sentir as borboletas todas e querer viver com ela até ser velhinha, mas já sei o que é o amor incondicional. Quando aprendi o que era o amor incondicional, aquele que damos sem esperar nada em troca, aprendi que a vida é mesmo mais do que apenas a rotina do dia-a-dia. Aprendi esse amor com uma pessoa que sorria com a alma. Com uma pessoa que via sempre o melhor em todos mesmo que não fossem as melhores pessoas do mundo. Com uma pessoa que preferia o silêncio às grandes demonstrações de afecto. Porque com ela aprendi que é nos pequenos detalhes que a vida se vai enchendo com o tal amor. Apercebi-me desta pessoa na minha vida já era bem grandinha, e só lhe sorvi todos estes ensinamentos nos últimos anos. Com ela dei os abraços mais quentinhos, os beijos mais repenicados, os sorrisos e as gargalhadas mais fortes, e os silêncios mais importantes. As pessoas têm um impacto na nossa vida. Sabemos que um dia as vamos perder, mas colocar uma data nesse acontecimento é sempre impossível na nossa cabeça. Porque o amor é eterno. A saudade de que tanto falam é um sentimento bom porque nos faz recordar aqueles que mais amamos, mas também é um sentimento que dói. Dói muito saber que de repente não vamos mais ter aquele abraço, aquele beijo, aquela gargalhada ou simplesmente nunca mais vamos ouvir aquela pessoa a chamar o nosso nome. E depois começam as dores internas do será. Será que me vou esquecer dela, da sua voz, da sua gargalhada, das suas brincadeiras, das nossas brincadeiras. Quero acreditar que um amor assim não se esquece, não se pode esquecer. Há pessoas que entram nas nossas vidas todos os dias, mas há umas que entram e nunca mais saem.

para ti, avó.  

Join the conversation!

  1. Bonito texto :) Felizmente, até ver, ainda não perdi ninguém próximo, mas quero acreditar que as coisas boas ficarão sempre no coração <3

    ResponderEliminar

© Diário da Chris. Design by FCD.