CINEMA | LAST CHRISTMAS, LATE NIGHT, ABOMINABLE

24/03/2020

Estar em casa em isolamento social é certo que vai ser uma festa para os amantes de cinema. Aproveitei o fim-de-semana em casa, como há muito não tinha, para me refastelar e ver imensos filmes. Hoje falo-vos de três dos que vi.

Last Christmas
"Kate (Emilia Clarke) percorre Londres acompanhada por uma série de más decisões e pelo tilintar dos sinos nos seus sapatos, outra consequência irritante do trabalho como elfo numa loja de Natal aberta o ano todo. Tom (Henry Golding) parece bom demais para ser verdade quando entra na sua vida e consegue ver através das muitas barreiras que Kate utiliza. Enquanto Londres se transforma, na época mais maravilhosa do ano nada parece funcionar para os dois. Mas, às vezes, é preciso deixar a neve cair, ouvir o coração... e ter fé."

Confesso que na altura em que este filme saiu eu fiquei com alguma curiosidade, mas nada de muito especial. Afinal eu não sou a maior fã da Emilia Clarke. Deixei passar a estreia que foi por alturas do Natal, e ontem entre um filme e outro mais pesado decidi ver algo mais leve e escolhi este. É o típico filme de natal, aquela comédia romântica que todos nós ficamos derretidos só a ver. Mas este filme acabou por me conquistar mais do que estava à espera. A história é simples, mas as interpretações fizeram com que o filme se elevasse um pouco mais. A Emilia Clarke que eu não gostava tanto esteve à altura do filme e pela primeira vez não a vi sorrir o tempo todo. Conseguiu ser séria e divertida, sentimental e durona. Conseguiu transparecer todos os sentimentos que a personagem estava a passar sem para mim passar aquela imagem de perfeição enjoativa que a vejo sempre fazer. O filme conta ainda com outra mais valia no seu elenco a Emma Thompson, uma actriz que eu gosto imenso e que neste filme tem um papel bem pequenino mas muito tradicional, muito importante na representação dos emigrantes, mas muito afectuoso. Um filme que é leve e divertido. Recomendado aos corações mais moles e óptimo para uma tarde de cinema. 


Late Night
"Um famoso programa de televisão nos Estados Unidos tem como apresentadora Katherine Newbury (Emma Thompson), uma pessoa com um temperamento forte que não costuma tratar bem os seus funcionários. Quando é acusada de não contribuir à luta feminina por trabalhar apenas com roteiristas homens, ela contrata Molly (Mindy Kaling), com quem não tem um bom relacionamento a princípio. No entanto, quando o programa sofre com uma queda nas audiências, o pensamento inovador de Molly pode ser indispensável para salvar a carreira de Katherine."

Já tinha este filme para há algum tempo porque como disse gosto muito da Emma Thompson. E confesso que apesar de ter gostado do filme o mesmo não superou as minhas expectativas. A premissa do filme é bastante atractiva. Uma apresentadora de um talk show não é assim tão comum no mundo, principalmente nos EUA, e foi essa ideia que me levou a ver o filme. E não é que a execução do filme seja muito má, a questão da perda de audiências é um tema interessante, a perda de criatividade e o olhar para a concorrência são assuntos do dia. Mas de repente o filme também se torna aquele filme de final da tarde onde há uma rapariga cheia de ambições que sonha em alcançar a sua carreira de sonho e eu comecei a não estar tão envolvida no filme do que se ele tivesse ido mais pelo lado do programa. Claro que estando nós na era que estamos o filme apela também ele para um lado feminista e multicultural que eu confesso estou um pouco cansada já de ver em filmes, porque me soam sempre a falso. Para mim bastava a luta da apresentadora pelo seu lugar e a da sua roteirista também. Um filme que tinha tudo para ser algo mais impactante mas que acaba por se perder um pouco nos clichés de Hollywood.


Abominable
"A adolescente, Yi depara-se com um jovem yeti no telhado do prédio onde mora, em Xangai. Com os seus amigos Jin (Tenzing Norgay Trainor) e Peng (Albert Tsai), dão-lhe o nome de Everest e embarcam numa fantástica missão para reunir a criatura mágica com a família no ponto mais alto do mundo. No entanto, o grupo de amigos terá de ficar um passo à frente de Burnish (Eddie Izzard), um homem rico que tenciona capturar o yeti, e da zoóloga Dra. Zara (Sarah Paulson), para ajudarem Everest no regresso a casa."

Aquilo que me fez pegar neste filme foi o facto de o mesmo ser produzido pelos mesmos estúdios de uma das minhas séries de animação favoritas "Como Treinares o teu Dragão". Não sabia nada do filme, a não ser que a animação e as cores do filme são simplesmente bonitas. E no fundo tal como a maioria dos filmes de animação esta é uma história de amizade, crescimento, auto-conhecimento. É engraçado como quando somos crianças e mesmo nos filmes de animação nós nunca temos medo do desconhecido, do incerto, quando temos que ir vamos, quando conhecemos algo desconhecido vamos sem medo. E apesar de neste filme a nossa protagonista ter passado por algo duro na sua infância, quando é chamada a ajudar alguém mais indefeso que ela, ela vai. A beleza destas pequenas coisas é aquilo que acho que nunca deve desaparecer dos filmes de animação. Trazem sempre mensagens tão bonitas tanto para miúdos, como para graúdos. É no fundo um filme muito bonito, cheio de aventura, com uma animação maravilhosa e uma banda sonora fantástica. Um filme que recomendo.

E vocês? Já viram algum destes filmes?


Join the conversation!

© Diário da Chris. Design by FCD.