TV SHOWS | CHILLING ADVENTURES OF SABRINA

Quando era mais nova acompanhava na RTP2 a série "As Aventuras de Sabrina" e adorava simplesmente. Claro que quando a Netflix anunciou que iria fazer uma nova série sobre as aventuras de Sabrina agora numa versão mais sombria, claro que a quis ver. Hoje trago-vos por isso a minha opinião.


Sabrina tem 16 anos e é meia bruxa e meia mortal por ser filha de um bruxo e de uma mortal e após a morte dos seus pais acaba a viver com as tias Hilda e Zelda e o primo Ambrose. No momento em que a série começa ela está prestes a fazer 16 anos e a ter que decidir se irá fazer ou não o seu baptismo negro. Ou seja, se deixa para trás o seu lado mortal e se abraça o seu lado de bruxa. O problema é que ela tem um namorado que ama muito e duas melhores amigas que não quer deixar para trás. A série vai assim levar a várias aventuras sombrias nesta decisão que Sabrina vai ter que tomar.

Para quem assistia a outra versão de Sabrina mais divertida esta realmente não vai ter muito a ver, à excepção da história base e das personagens. Ambas as séries são baseadas em bandas desenhadas e ambas têm propósitos opostos. Mas são ambas momentos muito interessantes desta história. Quando parti para a visualização desta série não sabia muito bem ao que ia, porque tentei não saber muito sobre ela. Tinha na minha memória muito presente a outra série e por isso só não queria que esta série me estragasse as memórias. E realmente ela não o fez. Sabrina é uma menina bem resolvida quanto àquilo que ela quer para o seu futuro e na sua cabeça conciliar o mundo humano com o mundo das bruxas é possível, mas em cada episódio essas certezas vão-se desvanecendo graças à intervenção do mestre maior do mundo das bruxas que acredita que ela é uma das bruxas mais poderosas e que a quer do seu lado. Em cada episódio temos uma Sabrina forte e guerreira, mas também uma Sabrina sentimental e doce. Em cada episódio vemos a força que ela vai ter para enfrentar as adversidades e lutar pelos seus, mas também o aliciamento do lado mágico que a vai fazer duvidar muitas vezes. 

Confesso que não tendo grandes expectativas sobre a série fui surpreendida por uma série muito bem produzida, ou não fosse a mesma netflix, com uma filmagem e edição muito boas, um guarda roupa muito bom e interpretações muito interessantes. A série é negra e assustadora o quanto baste, nada que deixe as pessoas a tremer de medo e por isso apta para qualquer idade e é uma série muito interessante no ponto de vista de abordar as temáticas mais negras de uma forma bem cultural. E se eu fui surpreendida pelo primeiro episódio à medida que a série ia avançando eu acabei por me ir decepcionando com a mesma. Se por um lado gostei muito do lado negro da série e das suas personagens por outro não gostei nada da evolução da personagem da Professora Mary nem das personagens humanas da série. E a inserção da temática do feminismo ainda que actual ficou em demasia e a meu ver um pouco mal explorada. No fundo acho que a série se deveria ter focado um pouco mais no lado negro da série e ter explorado mais esse mundo, porque no fim acabamos por ter uma série cheia de pequenas histórias e nenhuma sem grande coesão. Há personagens e linhas temporais que para mim não deveriam existir e outras das quais apenas tivemos um pequeno esgar e que mereciam muito mais atenção.

Não sei muito bem o que esperar de uma segunda temporada, mas confesso que irei estar atenta e ver com certeza.

E vocês? Já viram esta série?



Sem comentários