BOOK | "TENHO DE SABER" DE KAREN CLEVELAND

Recebi este livro da Editora Planeta numa acção de divulgação deste livro, sendo este uma grande aposta da editora para este ano. Percebi logo que o mesmo era de espionagem e que envolvia uma agenda da CIA e espionagem Russa. Por isso fiquei logo curiosa com este livro e parti logo para a sua leitura.

Vivian Miller é uma agenda da CIA que em conjunto com uma equipa desenvolve um algoritmo com o objectivo de encontrar células adormecidas de espiões Russos na América. Com um casamento estável e uma família feliz, Vivian vê a sua vida desabar quando um dia entra num computador de um espião Russo e simplesmente encontra a fotografia do seu marido. A partir desse dia todo o seu mundo dá uma volta de 180º e tudo aquilo em que ela acreditava pode não corresponder à verdade.

Este é um livro curto e que se lê muito bem. A escrita da autora é fantástica e faz com que peguemos no livro e queiramos saber o que vai acontecer nos próximos capítulos, apesar de desconfiarmos o que irá acontecer. Porque apesar de tudo, de todas as surpresas e reviravoltas tenho de afirmar que o livro é um pouco previsível, sem que isso lhe tire o mérito de ser envolvente. Vivian é uma agente da CIA que após a descoberta da sua vida se vê na pior situação que ela podia imaginar. Perceber que o casamento espectacular que ela vivia afinal não era assim tão perfeito é chocante para ela e até para o leitor. Este livro à partida para mim seria um livro de maior aventura, com as investigações normais da CIA e até a mostrar mais do dia-a-dia de uma agência tão secreta. Mas este livro é mais sobre aquilo que uma grande mentira pode fazer a uma pessoa, e que os pequenos gestos, mensagens ou atitudes podem ter uma segunda intenção. Vivian à medida que se vê embrenhada neste mistério começa a perceber que o marido pode não ser o marido perfeito que ela sempre acreditou e começa a reviver a sua vida em busca dessas pequenas atitudes que o podem denunciar. Mas o amor que ela sente por ele poderá colocar-se no caminho e dificultar a sua visão imparcial de agente da CIA.


Este é um livro pesado na sua temática e nas suas subtemáticas, mas linear na sua escrita e com talvez uma falta de imaginação naquilo que poderia ser o desevolvimento da história enquanto o seu potêncial. Senti sempre falta de alguma acção por parte da Vivian enquanto agente da CIA, que é talvez das agências de investigação norte americanas que menos conhecemos. E achava que neste livro o ia encontrar. Apesar de tudo é um livro interessante, com uma premissa mesmo à filme e que se lê num instante, tal é o nosso envolvimento com a história.

Curiosos com esta leitura.

*este livro foi lido em parceria com a editora Planeta.

Sem comentários