OSCARS 2018 | AS MINHAS PREVISÕES

Daqui a pouco começa a grande noite dos Oscars, aquela cerimónia pela qual todos nós esperamos um ano inteiro. Eu falo por mim, esta é a grande cerimónia a que eu assisto e que um dia não me importava de assistir ao vivo. Gosto do glamour, da ideia e claro da premiação do cinema. Hoje, apesar de todas as polémicas, espero que a gala seja divertida e que acima de tudo se honre a arte do cinema, a arte da representação, da realização, da edição, da fotografia, da música, de tudo aquilo que compõe o cinema. Confesso que não é o ano em que estou mais entusiasmada com os candidatos, acho que o cinema em 2017 não esteve tão em alta, mas só podemos pedir que 2018 nos traga bom cinema e depois de hoje esperar mais um ano. Vamos lá então conhecer as minhas apostas?

Este ano e à semelhança do ano passado trago-vos o candidato que eu acho que vai ganhar e aquele que eu quero que vá ganhar. A cor está o que eu acho que vai ganhar e a preto e branco o que eu quero que ganhe. Curiosamente este ano isso só vai acontecer em três categorias, porque ao que parece em quase todas o candidato que eu acho que vai ganhar é também aquele que eu quero que ganhe, por isso agora é fazer figas e esperar que eu acerte a maioria das categorias.

"Three Billboards outside Ebbing Missouri" arrebatou-me e acho que tem a capacidade para levar a grande estatueta para casa. Para mim só concorre ali com o "The Shape of Water" que era outro que eu não me importava que ganhasse. Mas acho que tudo aponta para que o filme sobre os cartazes vença.

Frances McDormand está simplesmente espectacular e por isso torço para que leve o Oscar para casa. Também quero ressalvar nesta categoria a Margot Robbie que foi uma agradável surpresa com a sua Tonya e que merecia também levar a estatueta.

Gary Oldman está fantástico num papel muito interessante e complicado. Interpretar alguém que já existiu e que marcou a nossa história não é fácil e ele esteve exemplar. Merece com certeza.

Allison Janney conquistou-me com este seu papel que tanto nos faz sentir no filme "I, Tonya". Merece muito o Oscar e apenas o poderá perder para Laurie Metcalf que também esteve muito bem.

Sam Rockwell é o actor secundário que nos dá mais raiva nestes nomeados, de tão parvo que é. Mas interpreta um policia preconceituoso e de mal com a vida como ninguém e por isso merece muito o Oscar.

Guillermo del Toro pode ser o realizador mais excêntrico dos nomeados, mas fez um filme muito criativo e muito bonito. Gostava de o ver ganhar e marcar pela diferença estes Oscars.

Nesta categoria gostava muito que ganhasse o filme "The Shape of Water", mas acredito que irá ganhar "Get Out". Ele ainda não teve o seu momento de glória e como aborda um tema muito caro aos norte americanos acho mesmo que vão aproveitar e dar-lhe o único Oscar nesta categoria.

Também acredito que irão aproveitar esta categoria para atribuir um dos poucos Oscars que "Call me by your name" poderá levar para casa. Um filme que eu adorei, mas que acredito ser ainda muito provocador para fazer grande alarido na academia.

"Baby Driver" foi outra das revelações de 2017 nas categorias técnicas. A edição deste filme está fantástica ao não ser um filme fácil de editar porque o mesmo contém muitas cenas de acção, é um filme limpo e que se consegue ver muito bem.

Na questão da fotografia também estive muito indecisa, mas acabei por ficar com o "Dunkirk" um filme lindíssimo nesse aspecto e que acredito levará a estatueta para casa.

Quanto aos efeitos visuais acredito que "Blade Runner 2049" ganhará. O mesmo é fantástico nessa questão aliando muito bem cenários computorizados com imagens pop up dentro do filme muito credíveis e acima de tudo bonitas.

Decidi juntar as categorias de melhor edição de som e melhor mistura de som porque os nomeados são os mesmos e acredito que "Baby Driver" ganhará nos dois. Consegue-se ver muito bem este filme em termos de som ao não ser muito pesado nas suas partes de mais acção e ao aliar música mais pesada com grandes músicas da nossa história musical.

O galardão para melhor guarda-roupa com certeza ficará para "Phantom Thread" não fosse ele um filme sobre alta costura e não contivesse ele grandes figurinos da moda.

A categoria de melhor design de produção galardoa o melhor cenário e para mim ele resume-se aos cenários de "The Shape of Water" que são simplesmente fantásticos e muito fiéis aos que seriam na época.

Fiquei um pouco desiludida quando "The Shape of Water" não ficou nomeada para esta categoria, afinal o anfíbio da cena foi criado através de maquilhagem. Acredito porém que não está nesta categoria por na edição do filme o mesmo ter também recurso a efeitos visuais. Por isso acredito que quem sairá vencedor será "Darkest Hour", apesar de este ano nenhuma maquilhagem me ter arrebatado.


 
Não assisiti a nenhuma curta live action e por isso não posso falar com propriedade. Acredito que ganhará "The Silent Child" por ser o mais apontado por todos.

Apesar de querer que ganhe a curta "Revolting Rhymes" muitos dizem que ganhará a curta "Negative Space".

Se "Edith+Eddie" ganhar esta categoria será uma bonita homenagem ao Eddie, um homem apaixonado que amou a Edith até morrer e essa é uma prova de amor muito bonita. Recomendo muito a curta.

Gostei muito do "Faces Places" mas acredito que ganhará o Icarus. 

Ainda hoje estou apaixonada por "Coco" e acho mesmo que irá ganhar. Até porque a concorrência não é assim tão grande e por isso a ter um rival será o "Loving Vincent" que será também um excelente vencedor.

Quero muito que ganhe "Una Mujer Fantásctica" por ser um filme poderoso e surpreendente, mas tudo aponta para que ganhe "The Square" um filme com uma premissa interessante, uma fotografia fantástica, mas muito confuso e sem uma linha coerente.

E são estas as minhas previsões. Amanhã já saberei o que consegui ou não acertar e por aqui também estarão mais posts relacionados à grande noite dos Oscars.


Sem comentários