O MEU 2017

2017 foi um ano de transições. Olhar para ele é olhar para um ano de altos e baixos, onde a única certeza que fica é de que a vida é difícil, mas que temos de ganhar forças e avançar com ela. Olhando para trás fica a certeza de que ainda quero fazer muito, relaxar muito, descansar muito, aventurar-me muito, conhecer muito, viver muito. Viver acima de tudo feliz e intensamente, porque a vida passa num instante .

Olhar para mim ao longo do ano fez com que eu tomasse uma das maiores decisões da minha vida em 2017, a minha reeducação alimentar. Perceber que não estou bem com o meu corpo fez-me tomar a iniciativa de pedir ajuda e correr atrás de uma solução. Ainda não estou totalmente no caminho certo, por vezes falta-me a força de vontade. Mas acredito que todos os dias caminho para um futuro melhor.

Em 2017 não visitei nem conheci tantos lugares novos. Com o fim do meu estágio e o início de novas funções perdi um grande espaço de tempo entre vários lugares que não me permitiu ter tanto tempo ou disponibilidade para conhecer mais lugares. Mas fica a certeza de em 2018 fazer isso. Conhecer mais, visitar mais, conhecer recantos mais escondidos e mágicos das minhas cidades favoritas. 

Mas 2017 também teve muitos pontos altos, tal como a minha primeira visita ao Jardim Zoológico de Lisboa, que calhou com o aniversário da minha mãe e numa visita especial em família. Apesar de eu não adorar a ideia de animais em cativeiro, também acredito que os zoos  são precisos na preservação de certas espécies e no estudo de outras. Não é o mundo ideal, mas foi uma visita muito agradável.

Este também foi um ano de muitos livros, filmes, algumas séries, vários projectos literários e no booktube, visitas à feira do livro e alguns encontros especiais das pessoas dos livros. Não vou esquecer o encontro em Lisboa do Clube dos Clássicos Vivos que me fez conhecer tanta gente do mundo dos livros e me fazer gostar ainda mais de pertencer a este mundo. Foi o ano também dos 5 anos do Diário da Chris, e apesar de eu não ter feito muita coisa para os comemorar em 2018 espero compensar nos 6 anos destes meus cantinhos.

2017 foi um ano que apesar de não tão impactante me foi muito importante. Conhecer-me a mim própria e demonstrar isso ao mundo fez-me aprender várias lições este ano. Ser cada vez mais eu própria, não querendo passar à frente de ninguém, acreditar no meu potencial faz-me vez daquilo que sou feita e que apesar de não estar no meu auge pessoal, que ainda tenho muito para mostrar e demonstrar. 

Espero que o meu 2018 me reserve muitas surpresas, que seja acima de tudo um ano feliz, cheio de amor. Porque acima de tudo eu quero ser feliz.


Bom 2018 para vocês!

2 comentários

  1. Que fotos bonitas! Com coisas positivas ou negativas, um ano tem sempre algo a ensinar-nos. Um excelente 2018 para ti :)

    ResponderEliminar