CINEMA | YOUR NAME

Cada vez mais os filmes asiáticos me têm surpreendido. Depois de ver o "5 Centimeters per Second", soube logo que tinha também que ver o mais recente filme de Makoto Shinkai, "Your Name". E que grande filme é este. Surpreendeu-me a um nível que não estava à espera e fiquei mesmo fã.


Mitsuha Miyamizu (Mone Kamishiraishi) é uma jovem que mora no interior do Japão e que deseja deixar a sua pequena cidade para trás para tentar a sorte em Tóquio. Enquanto isso, Taki Tachibana (Ryûnosuke Kamiki), um jovem que trabalha num restaurante italiano em Tóquio, e deseja largar o seu emprego para tentar tornar-se um arquitecto. Os dois não se conhecem, mas estão directa e misteriosamente conectados pelas imagens de seus sonhos.
Este é daqueles filmes que à partida parecem ser super fofos e divertidos. Conta-nos a histórias de um rapaz e de uma rapariga que vivendo em pontos diferentes do país desejam a mesma coisa, e um dia acabam mesmo por trocar de corpos. Sem se aperceberem bem como, ambos começam a desenvolver uma relação de grande amizade, ajudando-se mutuamente de cada vez que trocavam de corpo. Só que de repente há um grande acontecimento na vida de ambos que vai mudar drasticamente o rumo da história.  

Este é daqueles filmes que começa de uma forma leve e divertida e que nos mostra um casal de jovens que inesperadamente trocam de corpos. Apesar de não viveram as melhores vidas de sempre, o facto de trocarem de corpos e de nunca se lembrarem daquilo que fazem enquanto estão no corpo um do outro é muito divertido e faz com que comecemos a torcer por eles enquanto casal, mas também individualmente. Só que a meio do filme há um grande acontecimento que muda tudo e nos parte o coração. Confesso que não estava mesmo nada a espera daquilo que acontece e fiquei tão surpreendida que do meio até ao fim fiquei em sobressalto a ver o que aquilo tudo ia dar. O realizador tem este condão, o de deixar o espectador sempre em dúvida e angustia sobre tudo aquilo que se está a passar e sobre aquilo que vai acontecer no final do filme. 

Este é um filme anime, mas com muito menos recursos de anime do que o seu filme anterior. Eu pelo menos gostei muito mais deste filme nesse aspecto. Mas é também um filme lindíssimo, como nos tem vindo a habituar o realizador. Cores bonitas, uma fotografia fantástica, a conjugação imagem, história e banda sonora funciona muito bem e vai transmitir-vos uma experiência de cinema fantástica. Eu pelo menos fiquei rendida e quero que o realizador continue com o seu trabalho fantástico que tanto tem conquistado o mundo.


E vocês? Já viram?

Sem comentários