BOOK | '9 DE NOVEMBRO' DE COLEEN HOOVER

Colleen Hoover ainda não pertence ao núcleo das minhas autoras favoritas. Mas já é com certeza uma das autoras que busco quando procuro uma autora leve, e que me entretenha quando estou a precisar de uma leitura leve. Como recebi este livro de parceria da editora Topseller, que tem andado a publicar quase todos os livros da autora, li este livro. E apesar de não o ter adorado foi uma leitura rápida e agradável.

Fallon tem 18 anos e muitas marcas na vida e no corpo. Um incêndio na casa do seu pai deixou-a com o corpo marcado e com um futuro incerto. Culpando o pai pelo incêndio e pelas suas queimaduras, Fallon não se consegue amar a si própria e tem medo do que o futuro lhe possa reservar. No dia 9 de Novembro dos seus 18 anos, está ela a tomar o pequeno-almoço com o seu pai num café quando uma discussão entre eles desperta a atenção do Ben que está no banco de trás. Ben acaba por se envolver na conversa e por se fazer passar por namorado de Fallon. Depois do pequeno-almoço ambos saem para passar o dia juntos, apesar da situação, e acabam por se apaixonar com um grande entrave, Fallon partirá nessa noite para Nova Iorque. Assim decidem fazer uma das maiores loucuras das suas vidas, encontrarem-se somente no dia 9 de novembro de cada ano, durante 5 anos, e perceber como a sua relação vai evoluir. 


Colleen Hoover costuma escrever livros new adult ou seja, livros para um público que está a começar a vida adulta. Este tipo de livros deixam a inocência da adolescência e avançam para a descoberta da vida adulta. Mas confesso que não senti que este livro fosse nada new adult. Talvez por a história começar quando eles têm 18 anos lhes faça ter ainda alguma inocência que quando a autora exigiu às personagens passagens mais apimentadas eu não sentisse que elas estavam preparadas. A personagem Ben então costuma ter saídas e expressões muitas vezes nada a ver com o tipo de personagem que é e isso irritou-me um pouco. Mas fora isso acho que a autora soube muito bem construir o romance entre estas duas personagens, uma vez que ela é apenas construída tendo em conta um dia do ano. Nada mais nos é contado ao longo da história a não ser aquilo que se passa nesse dia 9 de novembro. E isto acontece durante 5 anos, e isso exigia a autora que ela soubesse construir as personagens com a evolução do tempo, mas sempre tendo por base o dia  em que eles aparecem na história. Se isso foi bem conseguido diria quem em grande parte do livro sim, mas também confesso que este tipo de construção narrativa tão rápida nem sempre dá para perceber isso principalmente quando a história envolve sempre um romance e aquilo que isso afecta as suas vidas e nada mais.

A escrita da autora é fantástica no sentido em que se pegarem neste livro em dois três dias o têm lido porque é uma escrita fluída, rápida, fácil de ler e que apesar de tudo vos vai envolver e vocês vão querer saber como a história do livro vai terminar. Pelo menos comigo foi assim, que apesar de não estar a adorar a leitura ela é fluída e com a capacidade de nos querer ir até ao fim. 

Esta é daquelas autoras que apesar de não estar nas minhas autoras favoritas sou capaz de pegar nela quando precisar de uma leitura mais despretenciosa e mais leve. E é por essas razões um livro que recomendo. 




Sem comentários