Com tecnologia do Blogger.

CINEMA | MILK

A minha curiosidade com este filme já é antiga, talvez pela sua importância histórica, pelos temas abordados, já o queria ver há algum tempo. Só agora o consegui ver, aproveitando um tema de um podcast do Serão no Sofá que podem ouvir aqui. E digo-vos, é um filme que definitivamente têm que ver.

Cansado de se esconder de si próprio, Harvey abandona o seu bem remunerado emprego em Wall Street e decide "sair do armário", mudando-se para o distrito Castro em São Francisco com o seu amante de longa data, Scott Smith. Na comunidade colorida de Castro, pequenas vitórias conduzem a outras maiores e Harvey ao falar abertamente para uma maioria silenciosa, acaba por ser o primeiro politico assumidamente homossexual a ganhar umas eleições. Quando Harvey Milk foi assassinado em 1978, o mundo perdeu um dos seus líderes mais visionários e uma voz que se elevou corajosamente pela igualdade de direitos.
 
Este filme fala-nos de um homem, que cansado da sua vida, decide abandonar o seu trabalho, pegar no namorado e ir viver para São Francisco, mais precisamente no distrito Castro. Este distrito era conhecido por ser onde habitava a maioria da comunidade LGBT, e quando Milk se muda para lá, começa a perceber que a comunidade não era bem tratada e que era preciso fazer mudanças. E ele imbuído no espírito de ajudar acaba por se tornar uma voz activa da causa e ser o primeiro gay a ser eleito para um cargo político. Este é mais do que um filme sobre a comunidade LGBT. É um filme sobre uma causa e não é a causa gay, é sim a causa da humanidade. Todos nós, na nossa vida, devemos fazer o mesmo exercício que o Milk fez, olhar à nossa volta e perceber se as coisas estão bem. Se elas não estiverem à que arregaçar as mangas e fazer algo para mudar o mundo. Talvez aquilo que ele fez na época mal seja lembrado nos dias de hoje, mas ele fez a mudança, ele lutou para que de aí em diante outros olhassem e mudassem. E eu gostei muito disto no filme, de ele não se focar só na comunidade em si, de ser um filme de uma causa maior.
 
Claro que o tema gay também aparece no filme, não fosse essa a maior causa porque lutavam, porque eram parte da sociedade discriminada, olhada de lado, sem direitos. Mas também por ser essa a orientação sexual do protagonista e no filme também o acompanhamos nas suas lutas interiores, nos seus amores e desamores, no seu crescimento como pessoa. Juntar a pessoa ao activista é uma das grandes partes do filme, porque indiscutivelmente ambas estavam ligadas. E Milk foi um homem extraordinário, lutou sempre por aquilo em que acreditava e só assim conseguiu mostrar a sua verdade e chegar aonde queria chegar. Ele não queria a guerra entre as pessoas, por achar que através da luta pacífica também conseguiriam lá chegar e ele chegou. 



Gostei muito do filme. É um filme biográfico da grande figura que foi Harvey Milk e é um filme bastante rico nesse aspecto porque vai conjugando as imagens do filme com imagens reais e isso ainda dá mais dimensão e realidade ao filme. E é por tudo isto que eu recomendo muito o filme.


Sem comentários