BOOK | DAYTRIPPER

A minha viagem pelas graphic novels começou à bem pouco tempo. Só agora me sinto em pleno amor por elas e por isso elas têm feito parte da minha jornada literária. Daytripper já andava a circular pelo booktube e a minha curiosidade com ela só vinha a crescer e por isso este ano decidi pegar nela e apaixonar-me por esta história.

Em Daytripper vamos conhecer Brás de Oliva Domingues, um escritor de obituários num jornal que sonha em ser escritor. Ele escreve sobre a morte dos outros enquanto tenta perceber a sua própria via e quando ela começou a fazer sentido para ele. E ao logo do livro vamos ter contacto com a sua história, com a forma como a sua história influenciou os outros e como a morte o mudará ou não. 

Esta história é daquelas histórias que eu digo que são as nossas histórias. Todos nós procuramos um sentido para a vida. Todos nós sonhamos com a nossa profissão de sonho, todos nós sonhamos com os amigos perfeitos, o casamento de sonho, encontrar o amor para a vida, viver as melhores experiências. Mas nem sempre a vida é assim. E para o protagonista Brás a vida não foi assim e ele tenta encontrar nos vários acontecimentos da sua vida os gatilhos necessários para seguir em frente e poder correr atrás dos seus sonhos. O melhor amigo, a relação com a mãe, a não relação com o pai, o amor da sua vida, o filho, a morte. Fazem todos parte da vida de Brás e todos o ajudarão a procurar e a encontrar a sua vida. E a morte é um dos temas centrais desta história, como forma de lhe mostrar o caminho a seguir, as aventuras a viver, o amanhã melhor, e também que apesar de tudo a vida também tem um fim, e que por isso também é importante fazer da nossa vida a melhor jornada de sempre.

É uma graphic novel também muito bonita no seu traço, que não sendo perfeito o torna real. A junção de cores, a mudança de épocas e de cenários é muito bem feita nesta hostória e acho que conseguimos mesmo entrar dentro da história e envolver-nos com ela, não só pela sua trama como também pelo seu desenho.

É uma graphic novel que recomendo.



4 comentários

  1. A premissa parece muito bem...e ter o Craig Thompson a abrir o livro só deixa adivinhar coisas boas.

    ResponderEliminar
  2. Fiquei curiosa. Nunca ouvi falar dos autores e gostei do tema da história, fala logo em obituário e procurar o sentido da vida --> wishlist! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim ela não é tão falado, mas recomendo muito..
      Espero que o leias e que gostes!

      Eliminar