BOOK | BETWEEN SHADES OF GRAY

A primeira vez que ouvi falar sobre este livro foi através de um book haul e na altura lembro-me que me apaixonei pela capa. Acabei por o deixar meio de lado até que no ano passado a vontade de o ler aumentou muito e no final do ano finalmente peguei nele. E digo-vos este livro é maravilhoso. Não pela história que encerra mas pela forma como a mesma nos é contada. E eu gostei tanto que quero definitivamente ler mais coisas da autora muito brevemente. 

Lisa, uma rapariga de apenas 15 anos que tinha o sonho de estudar artes e vê tudo ir por água abaixo quando uma noite ela e a sua família são presos e levados para um campo de trabalhos forçados na Sibéria. Lá eles sofrem todo o tipo de torturas agravadas pelo clima muito extremo. Um livro que demonstra de uma forma muito dura a ditadura de Stalin, contada a partir de histórias verídicas.

Eu confesso que a altura da 2ª Guerra Mundial e uma época sobre a qual eu gosto de me debruçar. Não por ser uma época bonita da nossa história mas porque é uma época da nossa história que me custa muito a entender. Até hoje não consigo compreender como uma coisa destas pode acontecer. E mais inacreditavelmente não aconteceu apenas no domínio de Hitler. Outros líderes e ditadores lhe seguiram as ideias e as implementaram nos seus países. E quando eu comecei a ler este livro foi a similaridade de todas estas histórias que mais me impressionou. A autora não nos esconde nada, dando-nos todas as descrições para que nós próprios nos consigamos colocar na pele dos personagens. E que personagens. Temos a Lisa e a sua família, uma família da classe média da Lituânia que acaba por se ver envolvida nisto tudo porque o patriarca da família é contra a governação de Estaline. Uma noite  Lisa, a sua mãe e o seu irmão são levados e enviados num vagão para um campo de trabalhos forçados. E este livro retrata-nos toda esta jornada do ponto de vista de uma menina de 15 anos, uma rapariga na flor da idade, cheia de vontade de viver, que se apaixona, que vive todos os dramas de uma rapariga mas que quer acima de tudo sair daquela situação. E foi talvez das protagonistas de um YA que me conseguiu conquistar como um todo, porque apesar de ela viver muitos dramas de uma adolescente ela consegue também ser uma pessoa forte e capaz de enfrentar todos os obstáculos.

Este é um livro de ficção inspirado em factos verídicos e em experiências de pessoas que sobreviveram a esta tragédia. A autora decidiu escrever este livro baseado também na própria história dela e da sua família. Se virem o vídeo que a autora fez sobre o livro poderão entender melhor o que vos digo. E saber isto só me fez gostar ainda mais do livro, porque se eu já tinha gostado muito e já tinha sentido que o livro tinha algo de real, depois de saber que o mesmo é inspirado na experiência de pessoas que sobreviveram ainda me senti mais tocada por esta história. Imaginar cada linha deste livro é doloroso de tão real que foi.

É um livro que recomendo não só por toda a sua temática, mas também por tudo aquilo que a autora colocou neste livro. Este realismo é algo perturbador e vai fazer-nos agarrar a este livro e só parar no fim para perceber como tudo terminou. Foi um dos meus livros favoritos de 2015 e vai ficar com certeza um dos meus livros favoritos da vida.

NomeBetween Shades of Gray AutorRuta Sepetys | Ano de publicação2011
Páginas 344 páginas | EditoraPhilomel Books



4 comentários :

  1. oh Chris! Não podes ler mais e partilhar... levas-me à falência xD

    ResponderEliminar
  2. Este livro é a minha cara pois devoro tudo o que tenha a ver com o Holocausto. Claro que não é a mesma coisa mas é a mesma linha.
    Não entendi foi o título...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim vai muito na mesma linha..
      Recomendo muito..
      Traduzido fica entre tons de cinzento, e como se passa na Sibéria, Inverno, está ligado a isso..

      Eliminar