Com tecnologia do Blogger.

OSCARS 2016 | A CERIMÓNIA

Desde que comecei a prestar mais atenção à cerimónia dos Oscars esta foi a primeira vez a que assisti à mesma em directo. Custou um bocadinho, porque a transmissão aqui em Portugal é a uma hora um pouco tardia, mas no fim acho que valeu muito a pena. A sensação de nervosismo por estarmos a torcer pelos nossos favoritos é muito divertida e no seu conjunto é uma cerimónia muito interessante. Este ano não a achei tão divertida pelo facto de se terem focado muito no tema dos negros e em toda a polémica à sua volta. Não foi também uma cerimónia muito surpreendente quanto aos vencedores, mas ainda teve uma ou outra surpresa. Foi acima de tudo uma cerimónia muito bonita e hoje quero compartilhar com vocês alguns dos momentos da noite.

O primeiro ponto que quero destacar é a apresentação do Chris Rock. Quando soube que era ele que iria apresentar pensei que ele daria um ar muito divertido à cerimónia por todo o seu lado cómico. Só que depois decidiram fazer da apresentação dele uma apresentação inteiramente dedicada à polémica dos negros. Uma oportunidade que a academia teve de falar não só nos negros, mas em todos os casos de diversidade e em que falhou redondamente ao apostar apenas e só na questão dos negros. A se confirmar verdade a academia voltou a falhar ao não ter convidado Anohni, nomeada para melhor canção original, uma cantora transexual. O que demonstra que ainda há um longo caminho a percorrer em Hollywood.

Uma das coisas que eu adorei nesta edição dos Oscars foi o palco e a sua decoração. Não só enquanto adorno dos apresentadores, mas também por aquilo que fizeram durante a apresentação dos nomeados, nomeadamente nas categorias técnicas. Gostei particularmente da apresentação das categorias de maquilhagem e de guarda-roupa, assim como de melhores efeitos visuais.

Um dos momentos altos da noite foi para muitos o aparecimento em palco, ainda que por breves momentos, de algumas personagens dos filmes Star Wars. BB8, R2D2 e C3PO recordaram a tão afamada saga que continua a encantar muitas pessoas.

Nas cerimónias dos Oscars já vimos de tudo, até pedidos de pizza. Este ano tivemos venda de bolachas. As filhas de Chris Rock costumam todos os anos participar na venda de bolachas, mas acabam sempre por perder a competição de quem vende mais quantidade de bolachas. Este ano o seu pai decidiu ajudá-las nesta demanda e vendeu bolachas com algumas escuteiras em plena cerimónia dos Oscars. 

A adicionar aos momentos divertidos este ano tivemos duas categorias apresentadas por bonecos animados. Os minions ao seu estilo apresentaram a categoria de curta metragem de animação. Já Buzz Lightyear e Woody apresentaram a categoria de melhor filme no ano em que se passam 20 anos desde o primeiro filme de Toy Story.
Toda a noite Jacob Tremblay foi o actor mais fofo e divertido dos Oscars. Deslumbrado por fazer parte de toda esta cerimónia ele não se poupou de divertir. Este momento em palco foi mais um deles. E ele é mesmo fofo. 

Mas nem só de momentos divertidos se fez a noite. Muitos nomeados e vencedores aproveitam a exposição da cerimónia para passarem mensagens muito importantes. esta do criador do filme Inside Out é mais uma de como nós não nos devemos conformar com a vida que vivemos, que devemos criar coisas e um dia quem sabe elas não se tornarão mesmo realidade. 

Mais um momento muito emotivo coube à actuação da Lady Gaga na canção que ela tem no filme The Hunting Ground, um filme que aborda os abusos sexuais que acontecem nos campus universitários na América. Momento que ficou ainda mais emotivo quando muitos dos sobreviventes se juntaram a ela no palco. Um tema que é tão caro à cantora e que percebemos pela entrega à interpretação desta canção. Momento que muitos pensavam lhe garantir o Oscar, mas que não veio a acontecer.

E por fim o momento mais emotivo da noite fica sempre a cargo das homenagens a quem pertencia ao mundo do cinema mas que já morreu. Este ano ao som de "Blackbir" interpretado por Dave Grohl. Mas aqui também aponto a falha para a academia que se esqueceu de incluir na homenagem o realizador português Manuel de Oliveira. 

Uma cerimónia morna, com alguns momentos engraçados, com muitos exageros por parte da apresentação, e sem muitas surpresas or parte dos vencedores. Mas foi mais uma noite cheia de glamour e em que se premiou o que de melhor se faz no cinema.

E vocês? Viram a cerimónia?
O que acharam»



Sem comentários