CINEMA | INSURGENT, THE RIOT CLUB, KILL YOUR DARLINGS, 6 YEARS

E hoje é dia de vos falar de mais uns quantos filmes. Uns que não ficaram favoritos, outros que para mim não necessitavam de uma opinião mais detalhada. E sem mais demoras vamos a cada um deles.

Este era um dos filmes que eu estava com alguma curiosidade para ver este ano porque já tinha gostado muito de ver o primeiro livro em filme. O filme continua com a mesma vibe do primeiro e por isso continuei a gostar muito dele. Apesar de não estar totalmente fiel ao livro gostei muito dele, porque continuou com a mesma linha do primeiro filme. E depois porque é um filme muito moderno e cheio de acção. Recomendo muito apesar de vos avisar que o mesmo tem algumas diferenças do livro. Só não teve direito a uma opinião individualmente porque é continuação de uma série e poderia dar spoilers tanto para quem ainda não leu o livro como para quem nunca viu os filmes.


Este filme conta a história de um clube de elite que existe na Universidade de Oxford, um clube exclusivo dos melhores alunos ou dos mais ricos. Criado com o único objectivo de diversão, este clube era uma coisa à séria. Tinha rituais de entrada para os novos membros, a indumentária dos jantares era uma indumentária muito formal dando continuidade ao estatuto que eles perpetuavam. Só que num desses jantares as coisas correm um bocadinho para o torto e eles acabam por exceder alguns limites. É aí que eles vão testar a unidade do grupo e perceber que nem sempre tomamos as melhores decisões na vida. Confesso que o trailer do filme me conquistou e já estava há algum tempo para o ver, só que o filme acabou por não me conquistar assim por aí além. É um filme bastante parado e que se acaba por centrar muito no grupo e naquilo que acontece naquela noite, explorando ao máximo a ideia do grupo e de tudo aquilo que eles faziam para pertencer a um grupo, a um estatuto. É um filme bastante interessante de vários pontos de vista e acaba por abordar temas bastante interessantes. Mas para mim acabou por pecar por ter exagerado no foco que deu ao grupo e a tudo aquilo que ele acabava por fazer.


Em Kill Your Darlings conhecemos um bocadinho da história de Allen Ginsberg. Em 1940 ele consegue entrar na Universidade de Columbia em Nova Yorque e lá conhece Lucien Carr e logo começa a desenvolver por ele uma pequena atracção principalmente pelo seu ar enigmático e ao mesmo tempo descontraído com a vida. Só que o que a principio era apenas uma atracção cedo passa a amor e a uma relação mais perigosa, principalmente quando aparece outro Homem à mistura que faz com que a dinâmica entre os dois se altere. A isto tudo junta-se o entusiasmo da época e a procura incessante destes estudantes por uma mudança de mentalidades. E eu que a princípio estava com alguma curiosidade em relação a este filme acabei por me desiludir um bocadinho. Primeiro com a forma como a história foi contada, depois com a história que foi contada. Apesar de a história que nos é contada é uma história verídica não gostei muito de como a mesma nos foi contada e por isso acabei por ver o filme com pouca vontade. Não ficou de todo um favorito.


Este foi com certeza, para mim, um dos piores filmes que vi. A história centra-se na questão de um jovem casal que já está junto à seis anos e que se vê num tempo onde a relação já não faz sentido, mas que devido a todo o tempo a que já estão juntos e a todos os planos que já criaram acabam por tentar de todas as formas manter a relação, até ao dia em que percebem que a mesma já não faz mesmo sentido. No entanto esta questão foi para mim mal explorada e um filme que até tinha pernas para andar acabou por não resultar de todo para mim.


E por hoje foram estes filmes!
E vocês? Já viram algum?

8 comentários :

  1. Só vi o Insurgente e adorei... gostava de ler os livros mas tenho a sensação de que não vou gostar. Em relação aos outro, vou já meter na lista xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha eu gostei muito dos livros e recomendo muito.. ^_^
      E claro espero que gostes dos outros filmes!

      Eliminar
  2. O único que vi foi o "Kill Your Darlings" porque gira todo em torno de uma geração literária que eu adoro, a Beat Generation. Fala sobre o Allen Ginsberg, o Jack Kerouac, o Carr, entre outros mas realmente deixa muito a desejar. Especialmente pelo ênfase que colocam na relação do Carr e do Ginsberg.
    Beijinhos.

    estanteblog.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois.. O filme em si tem uma história muito interessante por trás, mas acho que não foi de todo bem aproveitado..
      Beijinhos*

      Eliminar
  3. Por acaso não gostei assim muito do Insurgente. Achei que repetiu muito a ideia do primeiro filme, mas consigo perceber o porquê de terem feito tantas alteraçõas, uma vez que o livro é um bocado parado e mais virado para o desenvolvimento das personagens.
    Até tenho uma certa curiosidade para ver o The Riot Club mas sempre que me apetece ver um filme nunca me lembro dele.
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tenho gostado da forma como eles têm produzido os filmes.. :P
      Por acaso não gostei tanto do The Riot Club como estava à espera, mas compreendo-te muito bem porque eu sou igual.. :D
      Beijinhos*

      Eliminar
  4. Ando para ver o Insurgente há algum tempo... Vamos a ver quando é que isso acontece.
    Beijinho

    ResponderEliminar