CINEMA | THE HUNDRED-FOOT JOURNEY

Sou fã de filmes leves, de romances doces e de boas comédias. E por isso quando vi a história e o trailer deste filme fiquei logo com curiosidade para o ver. E depois porque o mesmo mistura temas que funcionam muito bem para mim como a culinária, o romance e a comédia. Mal tive a oportunidade para assistir a este filme não me fiz de rogada e posso dizer que não me desiludi.


Hassan Kadam é um novato em culinária, possuidor do equivalente gastronómico ao ouvido absoluto. Tendo saído da sua Índia natal, a Família Kadam, chefiada pelo pai, instala-se na antiga aldeia de Lumière, no Sul de França. Repleta de charme, ela é tão pitoresca como elegante, o lugar perfeito para se instalarem e abrirem um restaurante indiano, o Maison Mumbai. Isto é, até que a Madame Mallory, a fria proprietária do Le Saule Pleureur, um restaurante de comida clássica galardoado com uma estrela Michelin, tome conhecimento da existência do novo restaurante; os seus protestos iniciais contra a abertura de um restaurante indiano a cem passos do seu disparam para uma guerra sem quartel entre os dois estabelecimentos…

Este filme não é só mais um romance ou um filme sobre culinária. Este filme é a demonstração de como duas culturas e duas cozinhas podem ser tão diferentes mas ao mesmo tempo tão iguais. Por um lado temos a família de Hassan, indiana que partem da Índia à procura de uma vida melhor e encontram a sua felicidade numa pequena aldeia em França. Logo decidem abrir um restaurante em frente a um outro restaurante que já lá existia e com uma estrela Michelin. De um lado vamos ver a cultura Indiana, alegre, colorida, festiva. Por outro a cultura francesa, fria, pacata. Mas no meio de tanta diferença eles vão conseguir colocar todas as diferenças de lado e demonstrar que as diferenças culturais não existem, mas sim se complementam.

Eu gostei muito do filme por todos os temas que ele aborda, a multiculturalidade, a culinária, a idade, o romance. Todos eles resultaram de uma forma muito boa neste filme e nos transmitiram na dose certa a sua mensagem. Mas gostei também de toda a sua fotografia que nos mistura imagens da Índia com as belíssimas paisagens da França mais rural. A música também é uma parte principal neste filme e que nos ajuda também a entrar no ambiente do mesmo. 
É daqueles filmes em que não há muito para dizer porque o melhor é mesmo ver e sentir tudo aquilo que ele nos transmite.  


Image Map

4 comentários

  1. Lembro-me que já apanhei umas partes do filme na tv e que até gostei do que vi :) Um filme mesmo para o Verão
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É realmente um filme de verão, leve e divertido.. :D
      Beijinhos*

      Eliminar
  2. Já vi este filme há uns meses e também gostei. É diferente mas essa é uma das características que o faz tão bom de se ver. E aquela Helen Mirren... um espectáculo de actriz :)

    ResponderEliminar