CINEMA | A GAIOLA DOURADA

Não costumo ver muitos filmes onde actores portugueses participem. Mas este sendo sobre a emigração conquistou-me logo e a vontade de o assistir era imensa. Isto porque os meus pais foram durante muitos anos emigrantes e a experiência de viver noutro país, de estar fora do nosso ambiente, dos nossos familiares, dos nossos costumes é uma experiência muito forte na minha família. 

Este não é um filme português, é um filme francês realizado por um português e onde alguns actores portugueses brilham nos papéis principais. Este filme conta a história de Maria (Rita Blanco) e José Ribeiro (Joaquim de Almeida), dois emigrantes portugueses a viver em França, ela porteira e ele trabalhador da construção civil, que um dia descobrem que herdaram uma quinta no norte de Portugal e têm de decidir se continuam a viver em França ou se regressam a Portugal. No entanto a notícia da herança espalha-se logo e um grande mexerico poderá colocar em causa uma possível decisão dos dois.

É um filme muito hilariante, que tem uma óptima fotografia e banda sonora, com imagens espectaculares de Paris e um elenco de luxo, ao demonstrar que os actores portugueses também sabem fazer bons filmes. Mas e apesar de ser muito divertido o filme acho que em certas partes o mesmo roçou o ridículo ao demonstrar que os portugueses são pessoas que utilizam muitas asneiras. Até pode ser verdade mas não é verdade absoluta e muito menos é isso que nos caracteriza, ao contrário do que algumas personagens nos transmitem.

Apesar de tudo é um óptimo filme, com o qual quase todos os portugueses se irão relacionar e que acho que transmite muito bem o que é ser emigrante. As saudades, as amizades que se criam, a família que se alarga e raramente pretende regressar ao país de origem. E ainda as novas culturas do novo país. Para mim esteve tudo muito bem. E é um filme que eu recomendo para uma tarde de cinema com a família.


Nome: “A Gaiola Dourada” Género: Comédia Classificação IMDB: 7,4/10



2 comentários

  1. eu gostei dp filme, mas concordo contigo, em algumas situações o realizador exagerou tornando tudo um pouco caricatural. para mim o melhor do filme foi a actuação da Rita Blanco, magistral, conseguiu transmitir com o olhar aquele aspecto triste e dramatico do português. bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim a Rita Blanco esteve mesmo muito bem.. :D
      Beijinhos*

      Eliminar