CINEMA | Her


Este é mais um filme dos candidatos aos oscares que eu disse que ia assistir e foi isso que fiz há uns tempos atrás.  Confesso que devido a todas as críticas que ia ouvindo vi-o com as expectativas muito elevadas. No entanto não gostei tanto como estava à espera.

Filmes sobre o futuro sempre me fascinaram, porque nos podem mostrar um pouco mais de como as pessoas, cada uma à sua maneira, prevê o futuro. E logo quando vi a premissa do filme fiquei bastante curiosa e comecei logo a pensar à minha maneira como queria o filme. Talvez não tenha feito o melhor porque assim fui vê-lo com as expectativas um pouco altas e o filme não correspondeu tanto ao que eu estava à espera.

2
Her é um filme sobre o futuro. Mas não um futuro muito futurista, com naves espaciais e efeitos muito estranhos. É um filme simples sobre um futuro não tão distante assim onde vamos conhecer Theodore. Ele trabalha numa empresa que escreve cartas e vive sozinho atravessando um processo doloroso de divórcio. Nesta coisa de trabalho-casa, casa-trabalho e sem companhia amorosa, Theodore vai-se sentindo cada vez mais sozinho. Um dia ele descobre um sistema operativo que tem como objectivo providênciar companhia às pessoas, através de uma pessoa virtual, mas, personalizada consoante a personalidade e o gosto das pessoas. A pessoa escolhida para o Theodore é a Samantha, voz dada pela Scarlett Johansson.

Se por um lado adorei o filme, por toda a sua imagem bem simples, pela fotografia, guarda-roupa bem despretensioso, com roupas bastante vintage. Pela sua mensagem de fragilidade humana, de uma busca insaciável de companhia, de ter alguém ao nosso lado, mas também de um futuro onde as pessoas estarão cada vez mais necessitadas das novas tecnologias e, que há mínima falha das mesmas é como se nós próprios deixásse-mos de funcionar. Por outro não me consegui relacionar ou acreditar na relação desenvolvida pelo Theodore e pela Samantha. Foi essencialmente uma questão pessoal porque quando a tecnologia e a ciência se transpõem ao humano, pelo menos para mim, torna-se complicado de acreditar que algo vá resultar ou que seja real. Para mim o filme só falhou mesmo na execução do romance que existiu entre os protagonistas desta história.

3
Nome: “Her” Género: Drama, Romance, Sci-Fi  Classificação IMDB: 8.1

Classificação Diário da Chris: 4/5

É um filme bom e, que apesar de não se ter tornado um favorito, recomendo muito.

2 comentários

  1. Concordo contigo! Gostei muito dos cenários, da fotografia, da música e até da estória em si está bem enquadrada com o que pode vir a ser o futuro mas por outro lado achei um pouco secante a relação entre eles, também não simpatizei com o romance em si e com aquela dependência tecnológica... :/


    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Ainda bem que não estou sozinha nesse aspecto.. Gostei muito do conceito. do mundo criado . mas não consegui mesmo ir com a cara do romance.. :D

    ResponderEliminar