Cinema | Gravity

 Ryan Stone (Sandra Bullock)  é uma engenheira médica que vive a sua primeira experiência no espaço. Ela é enviada ao espaço para consertar um telescópio  espacial. Nesta sua viagem ela é acompanhada pelo Matt Kowalski (George Clooney) e ainda um outro explorador que é o controlador da missão. Eles saiem do Vai e Vem para consertar o telescópio e enquanto Ryan está nervosa e preocupada por estar no espaço, Kowalski está contente, bem-humurado e vai contando as suas histórias ao mesmo tempo que vai passeando pelo espaço. De repente os controladores de terra avisam a missão de que a estação espacial Russa foi atingida por um meteorito e que se destruiu e avisa-os de que os destroços não vêm na sua direcção o que os deixa um pouco descançados. Mas as boas notícias correm rápido e são avisados de que afinal os destroços se estão a dirigir para o local onde eles estão. Logo são avisados para abortar a missão mas uma questão de segundos faz com que os destroços de meteoritos logo os alcance e eles sem tempo de se refugiarem ficam à deriva no espaço. A partir daí é uma luta pela sobrevivência no espaço e pela tentativa de chegar a terra vivo.

O filme em si é bastante pequeno tendo apenas uma hora e meia. A história base é bastante linear andando sempre em volta da tentativa de sobrevivência no espaço e na tentativa de regresso à terra após uma situação de vida ou morte. E mesmo a participação dos actores é bastante curta, sobrando apenas o protagonismo para a Sandra Bullock. O ponto chave neste filme é mesmo a realização, a direcção, a fotografia e a banda sonora. No espaço não há som, no espaço não há gravidade, no espaço não há oxigénio, no espaço não existe nada que nos faça sentir seguros e a recriação de tudo isso foi o melhor para mim.

Entrei no cinema sem saber sobre nada sobre o filme, fui vê-lo quase por acaso e infelizmente já só o vi em modo digital. Quando o filme começa e o silêncio é arrebatador ao ponto de nos sentirmos constrangidos a comer pipocas, quando nos sentimos mal com a dor da protagonista, quando nos agarramos à cadeira do cinema quase como se lá estivéssemos dentro eu percebi que ia adorar o filme.
 

Não só pela história, que tive pena de não ter sido tão explorada, com alguns flashbacks das suas histórias na terra. Mas sim pleas estrondosas imagens do espaço que este filme nos transmite. Pelo realismo da falta de gravidade. Pelos silêncios. Para mim e para as pessoas que gostam de filmes mais técnicos, que gostam de fotografia de edições, este é um óptimo filme e um filme a não perder. De outra forma não teria arrecadado todos os oscars das categorias técnicas.



Nome: “Gravity” Género:  Drama,  Sci-Fi,  Thriller Classificação IMDB: 8,1/10

Classificação Diário da Chris: 4/5



8 comentários

  1. Concordo contigo. Tenho pena de não o ter podido ir ver ao cinema, mas mesmo no ecrã da TV fiquei tão mal disposto como a protagonista, tal a intensidade com que as suas sensações são mostradas...

    ResponderEliminar
  2. Também gostei muito do filme. Algumas partes até parecia que me faltava o ar... Está muito bem feito em termos técnicos, muito realista. Gostei muito da prestação da Sandra Bullock, achei que passou perfeitamente as emoções de quem se encontra numa situação daquelas (que medo!).

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Eu assisti a esse filme à poucos meses e a verdade é muitos dos que me acompanharam gostaram, mas eu achei-o muito demorado, mesmo para uma hora e meia, e não me consegui solidarizar com o desespero da Drª Stone. Não me prendeu muito ao ecrã, talvez porque prefiro filmes com uma boa banda sonora e não tão silEnciosos, e também cheios de ação e mistério.
    Gostei da tua opinião! :)
    Também sou dona de um blogue, mas apenas literário, porém, se lhe quiseres dar uma olhada, este é o link: http://the-place-of-words-and-letters.blogspot.pt/.
    Beijinhos!
    Ass: Mistery

    ResponderEliminar
  4. Um filme do qual devo gostar! Tenho de o ver! ;)
    Beijinhos!!

    ResponderEliminar
  5. Pois para quem não aprecia muito este género acredito que não vá gostar..
    Claro que vou dar uma olhadela..
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  6. Mesmo.. :D Eu fiquei tipo agarrada à cadeira do cinema como se quisesse lá ir ajudá-la.. :D
    Só eu.. eh eh

    ResponderEliminar