BOOK | Allegiant

A série Divergent foi uma série que me conquistou logo no seu primeiro livro. Não logo nos primeiros capítulos, porque, a Veronica Roth tem um problema comigo, e eu fico um pouco lenta nos primeiros capítulos dos livros. Mas, quando a acção se começa a desenrolar, o livro torna-se maravilhoso para mim. Divergent conquistou-me por ser um YA distópico um pouco diferente dos outros. A sociedade é dividida em facções por diferentes capacidades. A forma como a autora soube criar a sociedade em volta disso provoca no leitor uma grande curiosidade para saber como é que a sociedade e os seus habitantes conseguem ali viver. No primeiro livro, a protagonista, Tris, vê-se a braços com uma escolha difícil, mudar de facção, sabendo que é uma divergente, ou seja, não tem uma facção definida. No entanto, consegue mostrar a sua força e mudar em busca de respostas. No primeiro livro, ela é posta à prova, com a descoberta de todas as suas capacidades, um amor, e alguns problemas familiares. Em Insurgent, a Tris, anda um pouco perdida, muito derivado aos acontecimentos do primeiro livro, e começa a ter atitudes que em nada se parecem com a Tris inicialmente corajosa. O segundo livro termina também de uma forma muito em suspense que nos deixa com vontade de querer ler logo o final da história.

O livro demorou um pouco para sair e, quando finalmente saiu, começaram os problemas. Isto porque as pessoas não sabem estar caladas e começaram a espalhar spoilers por toda a internet fora. Felizmente eu consegui não ler spoiler nenhum. No entanto não consegui não ler a parte em que muitas pessoas diziam que não tinham gostado do livro. Que era o pior. E, por isso as minhas expectativas sobre o mesmo decaíram muito.
Não sei se este texto será uma opinião verdadeira ao livro, ou apenas o meu desabafo pessoal. Mas, caso ainda não tenham lido os livros, não leiam este texto.

Assim que recebi o livro sabia, que independentemente de tudo o que tinha lido, o tinha de ler. E assim foi. Ao início estranhei muito o facto de o livro ser narrado de forma alternada. Ora um capítulo era narrado pela Tris, ora outro capítulo era narrado pelo Four. E porque é que eu estranhei. Porque ao início foi-me um pouco difícil perceber logo quem é que estava a narrar o quê. Sim, os inícios de cada capítulo tinham lá o nome de quem narrava, mas o problema estava no próprio texto, que por ser tão parecido não nos dava aquela diferença de quem estava a narrar o que. Mais para o final, e à medida que me ia habituando ao tipo de narração, esse deixou de ser um problema. No entanto gostava que a autora tivesse usado desta ferramenta, da alternância de capítulos, mais cedo, porque a necessidade dos leitores em ler as perspectivas de outros personagens é muita.

Quanto ao tipo de escrita da autora, para mim continua a mesma, e assim que engrenei na história a leitura fluiu imenso e muito rapidamente conclui o livro. Já quanto à história em si, eu não quero falar muito, porque toda ela é um spoiler do início ao fim, e por isso aconselho mesmo a que leiam o livro.

Apesar de tudo o que já disse, e de saber que muitas pessoas não tinham gostado livro, comecei a leitura com as expectativas muito em baixo, e devo dizer que gostei da história. Gostei do rumo que a autora deu à história. De ser neste livro que ela nos vai desvendar o porque de estarmos numa sociedade distópica. E eu gostei de saber esta parte, do porquê e de toda a construção da sociedade. Se gostava que esta tivesse sido mais desenvolvida, ou seja, que a Veronica Roth já nos tivesse explicado, parte da sociedade em Insurgent, e Allegiant tivesse um foco maior no mundo exterior e não tanto como foi, se calhar sim, até porque gostaria de saber mais como é o mundo nesta sociedade.

O romance é outro ponto forte neste livro. Gostei mais do romance neste livro do que em Insurgent. Mas se calhar gostava que este romance fosse mais intenso, no sentido de se unirem mais e, tornarem-se um verdadeiro casal, sem ligarem a ninguém, ou seja, tornarem-se um só, apesar de viverem neste mundo, e de todos os contras, gostava de ver uma autora a criar um casal invencível.

Quanto à parte que menos gostei, tenho de admitir que foi o final. Começo por dizer que é uma questão pessoal. Eu percebo o porque de a autora ter levado aquele rumo. De ter escrito as coisas assim, mas não posso dizer que tenha gostado. Porque eu colocava muita fé neste final e foi realmente uma das partes que eu não gostei. E acho que não foi tanto pelo que aconteceu, mas mais pela forma como aconteceu, pela antes e depois, ou seja, a envolvência naquele acontecimento.

No final gostei muito do livro, não é perfeito, mas acho que estes livros não o podem ser, porque toda a história não o é, e até a autora é bastante nova e ainda necessita apurar as suas qualidades de escritora. Acredito que este livro não possa se recomendado a ninguém. Quem já iniciou a trilogia e quer terminá-la é um livro que é obrigatório. Agora se é um livro que vão gostar ou não, só a vocês vos cabe saber lendo o livro.
Nome: “Allegiant”  Autor: Veronic Roth ISBN: 9780062024060

Páginas: 544 páginas Editora: KATHERINE TEGEN BOOKS



3 comentários :

  1. Também acho que não teria sido má ideia a autora ter começado a explicar certas coisas da sociedade no Insurgente... ou então, não teria sido má ideia um quarto livro (o que já é impossível). Apesar de ter ficado satisfeita com a maioria das respostas que a Veronica deu, gostava de conhecer um pouco mais deste mundo. Ainda há muito por descobrir. :D

    ResponderEliminar
  2. Mesmo.. :D
    Ou uma short story a contar mais coisas sobre a mundo.. :P
    Sim.. :D
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  3. Olá olá :)

    Vou ser sincera, Allegiant foi uma das minhas decepções de 2013. Achei que a autora tinha dado uma explicação muito fraca para o mundo e mistério que tinha mantido em segredo durante dois livros e achei que certas coisas foram simplesmente desnecessárias. Para além disso, o rimot era um pouco estranho, havendo momento em que a história se arrastava. Em geral, fiquei desiludida com este livro e um pouco com a série em geral :S

    Beijinhos

    ResponderEliminar