CINEMA | Hysteria

Quando eu fiz o post com as estreias de cinema para este mês de julho, este foi um filme que me chamou muito à atenção. Parecia ser um filme bastante cómico, apesar de retratar uma época histórica. Finalmente vi o filme, e digo-vos, o filme é tão bom.

Estamos no século XIX, e existe uma doença chamada Hysteria, cujos sintomas são basicamente a falta de vontade e apatia das mulheres, tal como a insatisfação, a revolta, o que leva a que as mulheres fiquem histéricas. Há um médico capaz de lhes providenciar um tratamento, que é basicamente a estimulação das partes intimas da mulher, o que a leva a ter prazer e esquecer-se dos problemas do dia-a-dia. Este médico vai receber a ajuda de outro médico, que devido a ser tão revolucionário não encontra trabalho em nenhum hospital. Com a chegada de um novo médico ao consultório, novas clientes aparecem e ambos não têm mãos a medir. O dono do consultório tem duas filhas, uma conservadora e que acata as ordens e vontades do seu pai e uma mais revolucionária que apenas quer o bem dos mais pobres e desfavorecidos.

Este é um filme que retrata uma época da nossa história, em que as pessoas acreditavam verdadeiramente na história da histeria, que no fundo não passava de os maridos das senhoras não as conseguirem satisfazer na plenitude. Este filme claro está também tem romance, e um bonito romance, mas também, a face das desigualdades e ainda o facto de as mulheres não terem voto na matéria em quase nada.


A parte divertidíssima do filme está quando po rum feliz acaso é descoberto um aparelho electrico, vibratório, capaz de providenciar a satisfação que as mulheres tanto querem alcançar. O vibrador nos dias de hoje ainda é olhado com algum desdém, mas para mim foi bastante engraçado saber que é já um aparelho bastante antigo e com bastante história.

É um filme que eu recomendo vivamente, acho que mistura bem história com divertimento, e foi um filme que me surpreendeu muito pela positiva.


2 comentários :

  1. Também quero muito ver este filme:) A história parece boa e tem o Rupert Everett que é sempre divertido:P Beijos

    ResponderEliminar
  2. Vê.. Acho que vais gostar.. Tem lá partes hilariantes.. :D
    Beijinhos*

    ResponderEliminar