BOOK | Insurgent

O que dizer de um livro que nós gostamos bastante. Primeiro não vos vou falar da história em si, porque seria spoiler para quem não leu o primeiro livro da triologia Divergent. Vou apenas falar dos aspectos que eu mais gostei e menos gostei, de como está a escrita da autora e dos personagens.


Bem, eu adorei a leitura de Divergent, gostei que a autora tivesse a capacidade de criar uma história que em tudo tinha para dar errado, com um conceito parecido com outros já lançados, mas que deu certo, muito pela escrita da autora, que cativa a cada capítulo que passa. Quando Insurgent foi lançado eu quis logo comprar para conferir a continuação da história, só o consegui agora e ainda não me refiz da leitura.

Eu tenho um problema com os livros da Veronica Roth. Os primeiros capítulos são um pouco difíceis para mim, não sei se é o reoganizar de ideias, se é do livro ou se é de mim, mas já em Divergent, os primeiros capítulos foram um pouco lentos para mim. Mas, depois há um momento da história que eu arranco e só consigo parar no final do livro, há uma mágica que nos faz querer ler mais e virar cada vez mais páginas.


O primeiro aspecto que vou falar tecnicamente do livro é a escrita da autora. É muito boa. É rápida, envolvente, estamos sempre na espectativa do que vai acontecer, e a autora não deixa momentos mortos. Agrada-me imenso a escrita desta autora e acho que é o que a faz ganhar o livro. Quanto às personagens, elas foram bem construídas em Divergent, e a sua personalidade foi evoluindo cada vez mais em Insurgent. Ouve quem reclamasse que a Tris estava bastante diferente devido aos acontecimentos em Divergent, e que a levaram a cometer actos incompreensiveis em Insurgent. Eu não achei, temos que pensar que ela tem 17 anos e que passou por muito e que continua a passar, e é normal que todos nós numa situação daquelas e naquela idade também cometesse os mesmo erros. E também não ficaria credível à escrita da Veronica Roth fazer uma personagem perfeita num mundo daqueles.


Este é um livro cheio de acção, está sempre a acontecer alguma coisa, eles estão sempre a andar de um lado para o outro. Várias informações importantes são lançadas ao longo do livro. E eu gostei imenso disso. Para dar continuação ao incrível Divergent só um livro assim.


E isto foi o que mais gostei. Das reviravoltas constantes e da acção constante. O que menos gostei (e não me batam por isso) foi o romance. Um dos problemas destes novos livros, é que a maioria são escritos na 1ª pessoa, logo só sabemos a perspectiva de um deles. Neste caso ao longo de todo o livro vamos apenas sabendo o que a Tris vai pensando. E na relação dela com Tobias há imensas coisas que eu gostaria de saber o que ele estava a pensar. Há imensas atitudes que nós não compreendemos porque a Tris não está na cabeça dele. E foi toda a relação deles ao longo do livro que me irritou. Ela queria tentar perceber tudo incluisve ela própria. E ele também queria salvar o mundo. Entretanto a relação deles ia vivendo de mentira e reconciliações. Não gostei acho que deveriam ter confiado mais um no outro. E essa foi mesma parte que eu não gostei.


Mesmo assim atribuí ao livro 5 estrelas, porque no global eu amei. E agora vou ficar à espera ansiosamente pelo desfecho desta incrível história que terá um fim com Allegiant.  Se quiserem ler a minha opinião sobre Divergent é só clicarem aqui.

Nome: “Insurgent” Autor: Veronica Roth ISBN: 9780062024046
  Páginas: - Editora: Harper Collins Publishers


2 comentários :

  1. Tenho de encomendar o meu! Fiquei preocupada com isso do romance:/
    A minha opinião sobre Divergente sai amanhã no canal. Beijos

    ResponderEliminar
  2. Tenho que estar atenta à tua opinião.. :D
    Pois o romance para mim foi complicado.. Eu adoro eles juntos.. E acho o romance deles lindo.. mas neste livro ouve partes que me enervaram muito.. :d
    Beijinhos*

    ResponderEliminar